IGP-M – Alta na 1ª prévia de junho de 2013

  

  

O índice usado para reajustar a maior parte dos contratos de imóveis no Brasil, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) teve variação de 0,43% na 1ª prévia de junho de 2013. A Fundação Getúlio Vargas informou o aumento em relação ao mesmo período do mês anterior, que registrou alta de 0,03%.

Por incrível que pareça, altas em preços do tomate e outros alimentos contribuíram para o aumento no indicador, isso devido ao Índice ao Produtor Amplo (IPA). No índice é considerado a inflação do atacado, apresentando maior peso sobre o cálculo do IGP-M (60%). Representando um crescimento de 0,18% no período e diminuição de 0,17% em relação à prévia de maio.


O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentava um peso de 30% e teve uma diminuição para 0,25% na primeira prévia de junho. No mês anterior a taxa foi de 0,31% segundo a FGV. Uma boa notícia foi que cinco das oito classes das despesas que compõe o índice apresentaram diminuição em suas taxas de variação.

Os outros 10% que compõe o IGP-M são representados pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que teve uma alta de 2,4%. No mesmo período de maio, o aumento foi de 0,66%.

Por Robson Quirino de Moraes

  

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *