Influência da taxa Selic e do IGP-M nos preços dos aluguéis



  

A Taxa Selic consiste no índice que serve para medir a inflação, ou seja, o aumento dos preços de bens e serviços que acontece desproporcional à média da renda do brasileiro. Tal valor interfere de forma direta na economia, inclusive no setor de imóveis, conforme indica grande parte dos especialistas em assuntos macroeconômicos.           

Samy Dana, professor da FGV, em coluna que assina na Revista Exame, indica que valores da Selic interferem em financiamentos e aluguéis. Ao considerar o setor de locações se pode dizer que no curto prazo acontece maior interferência de acordo com a inflação, e ao longo prazo, os preços se ajustam conforme a taxa Selic, instituída pelo BC (Banco Central do Brasil).

O IGP-M (Índice Geral de Preço do Mercado) serve para ajustar contratos de alugueis e por esse motivo é considerado uma taxa de inflação oficial, dentro do setor de imóveis, que acompanha a Selic. Logo, IGP-M e Selic interferem na precificação às pessoas que pagam por aluguel de imóveis para morar ou trabalhar.

A notícia tende a ser positiva para proprietários e locatários. Quando a inflação está alta, quem aluga pode aumentar valores do aluguel e não perder renda, ao ponto que moradores têm direito de exigir aumento não maior do que a média oficial IGP-M. Do contrário, contratos podem ser rompidos.





No que se refere aos custos com financiamentos para comprar imóveis há regra básica da TR (Taxa Referencial) que segue parte dos valores da Selic, embora não tenha plena aderência à inflação, como acontece no IGP-M.

Antes de assinar contratos de financiamentos, consumidores precisam conferir para saber se parcelas não mudam por estarem indexadas à inflação. Compradores que compram com prestações sem indexação à Selic pagam quantia fixa, ao ponto de que quem adquire em valores indexados quitam conforme os movimentos inflacionários da economia no geral.

Por Renato Duarte Plantier



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *