Queda nas vendas de imóveis novos residenciais em São Paulo



  

Em março deste ano, as vendas de imóveis em SP tiveram uma queda de 27,4% comparado ao mesmo mês de 2014, porém, comparado ao mês de fevereiro de 2015m houve uma alta de 73,1%.

No mês de março, na cidade de São Paulo, as vendas de imóveis novos residenciais tiveram uma baixa de 27,4% se comparado ao mesmo mês do ano de 2014, no entanto, em relação ao mês de fevereiro do ano corrente, teve um avanço de 73,1%; informações do Sindicato da Habitação (SECOVI/SP).

O mesmo SECOVI publicou nota à imprensa afirmando que o mercado de imóveis cresceu em relação ao mês de fevereiro, mas que realmente está abaixo do que foi vendido em 2014; em números de vendas, em março de 2014 foram vendidos na capital paulista 1.744 imóveis, enquanto que em março de 2015 foram pouco mais de mil, mais precisamente 1.267 unidades.

Também em março, o valor geral de vendas (VGV) chegou aos R$ 672,8 milhões, resultando em alta de 63,9% no mês, conforme informou o CECOVI. A média do valor das unidades vendidas foi de R$ 531 mil, no entanto esse número deve diminuir, tendo em vista novas regras da Caixa Econômica Federal no tocante aos financiamentos, o que tem desvalorizado boa parte dos imóveis.

Quanto aos imóveis residenciais, os lançamentos somaram 773 unidades, que resultou em queda de 72,3% em relação ao mesmo mês do ano de 2014. Quando a comparação é em relação ao mês de fevereiro de 2015, ou seja, ao mês anterior, os números mostram uma queda de 11,4%.





Nas demais cidades da região metropolitana da capital paulista, um total de 38 municípios, a soma do número de vendas no mês de março de 2015 foi de 1.428 unidades, 1,4% menor do que em 2014, mas 193,8% superior ao mês de fevereiro. Assim, os lançamentos tiveram um avanço de 25,4% na comparação anual e atingiu 431,7% em relação a fevereiro.

De acordo com o CECOVI, o número de vendas nas cidades vizinhas em relação à capital de São Paulo foi 12,7% maior. O mesmo sindicato informou que essa diferença se deve devido ao preço médio dos imóveis no interior não superar os R$ 350 mil, o que está bem inferior ao valor médio de São Paulo.

Por Vinícius Cunha

Imóveis em SP

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *