Caixa aumentou os juros para o financiamento da casa própria



  

Novas taxas de juros passarão a valer a partir do dia 1º de outubro para contratos novos feitos pelo SFH.

Financiar a casa própria está cada dia mais difícil. Após diminuir a margem de financiamento da casa própria, que antes era de 100% para 80%, a Caixa Econômica Federal anunciou na última segunda-feira (dia 21), que elevará novamente os juros para o financiamento para a casa própria que utilizam os recursos da poupança. O banco está elevando as taxas pela terceira vez e justifica a escolha pela elevação das taxas básicas de juros do País (a Selic está atualmente em 14,25% ao ano).

A Caixa Econômica detém dois terços de todos os empréstimos que financiam a compra de imóveis de todo o País. Ela vem adotando medidas diferentes para restringir o acesso ao financiamento da casa própria.

A alta das taxas passa a valer a partir do dia 1º de outubro e atinge somente os novos contratos.  A taxa total para os correntistas que não forem clientes da Caixa será de 9,90%, para a compra de imóveis através do SFH (Sistema Financeiro Habitacional). Antes a taxa era de 9,45% ao ano.

Agora quem for correntista da Caixa, e os servidores públicos passarão a pagar 9,30% ao ano. Antes a taxa era de 8,80% ao ano. Os imóveis financiados pelo SFH têm preços que variam entre R$ 650 mil e R$ 750 mil.





Os financiamentos feitos pelo SFI (Sistema Financeiro Imobiliário) também sofrerão alteração. Os não clientes passarão de 11% para 11,50% ao ano, e os correntistas da Caixa e servidores públicos passarão de 10,20% para 10,70% e 10,50% para 11,20%, respectivamente. Os imóveis comerciais que estão enquadrados no SFI sofrerão um aumento bem maior, com taxa balcão chegando a 14% ao ano. Antes a taxa era de 12% ao ano.

As taxas do programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal, no entanto, não sofrerão nenhum reajuste, pelo que afirmou a Caixa.

A Caixa garante, que mesmo com a alta nas tarifas, continua oferecendo as melhores taxas do mercado.

Por Patrícia Generoso

Juros de casas próprias



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *