Leilão de imóveis no Rio de Janeiro



  

O aumento de inadimplências nos pagamentos de impostos, prestações, entre outras formas de financiamento, junto com a má condução da economia brasileira, tem feito com que a alternativa de leiloar os imóveis para quitação de dívidas seja a melhor.

No primeiro semestre 2016 no Rio de Janeiro, convidou-se todos os cidadãos que se encontravam com inadimplências em seus impostos e financiamentos para negociar suas dívidas, e caso o contribuinte não as negociasse o seu imóvel seria leiloado, para que a dívida fosse quitada.

O grande aumento de inadimplências nos pagamentos de impostos, prestações, entre outras formas de financiamento, juntamente com a má condução da economia brasileira, tem feito com que a alternativa de leiloar os imóveis para quitação de dívidas seja a melhor.

O processo de leiloar um imóvel começa quando o devedor não consegue quitar sua dívida com o credor. O credor entra com um mantado judicial pedindo penhora do imóvel, passando a ser novamente proprietário do imóvel.

Para que a dívida o seja regularizada e o órgão financiador não fique com o prejuízo total, este leiloa o imóvel e assim consegue o valor da dívida não quitada. O leilão passou então a ser a melhor alternativa de venda para quitação de inadimplências.





Devido grande aumento de imóveis com uma boa estrutura em leilões, tem feito com que muitos cidadãos deixem de comprar imóveis novos e financiados em longas prestações para comprarem imóveis usados com preços mais acessíveis e em boa qualidade.

Mesmo que o valor do imóvel saia em um preço muito inferior ao seu valor comercial, essa nova forma de venda e de compra tem ganhado muitos adeptos, e assim ganhando força ao longo do tempo. Os leilões não tem sido uma alternativa apenas apara imóveis com inadimplências, mas para empresários que também desejam estabilizar sua empresa, a tirando do estado de risco.

Devido isso os leilões pelos leiloeiros têm aumentado, fazendo com que o mercado desses cresça e ganhe força. Um exemplo de empresa que aderiu o leilão de imóveis para girar seu caixa foi a Eletrobrás, que devido à crise econômica se encontra com quedas em seu capitão de giro. Onde esta encontrou no leilão e nos leiloeiros a melhor alternativa para vender seus imóveis.

O comprador por sua vez, deve estar atendo com os leiloeiros e as empresas de leilões, para que realize a escolha certa na hora da compra do imóvel, observando o contrato desde sua porcentagem na venda, a documentação do imóvel e se este encontrasse ocupado, ou seja, procure sempre um leiloeiro de confiança e fique atento as negociações e aos imóveis comprados.

Por Jaqueline Melo



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *