O Feirão da Casa Própria, sinônimo de realização de sonhos, terá sua sétima edição realizada entre os dias 13 de maio e 12 de junho em treze cidades de todo o país. Promovido pela Caixa Econômica Federal (CEF), oferecerá mais de 450 mil imóveis novos, na planta e usados.

As condições do Feirão são praticamente iguais entre cada cidade. Em alguns casos, os financiamentos abrangem até 100% do valor total do imóvel, com prazos de pagamentos de até 360 meses (30 anos). As taxas de juros, que dependem da renda familiar e outros dispositivos analisados no ato da simulação de venda, variam de 4,5% a 13,5%, ao ano, mais a Taxa Referencial de Juros (TR).

Aos que pretendem deixar o Feirão da Casa Própria com um imóvel garantido devem ir a um dos locais munidos com o Registro Geral (RG), o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o comprovante de renda, podendo ser os últimos seis extratos bancários (trabalhador informal) ou os últimos três holerites.

Para informações sobre o Feirão da Caixa, acesse o site www.feirao.caixa.gov.br. Abaixo, informações sobre os locais e datas de funcionamento:

São Paulo (SP) – 13 a 15 de maio

Local: Centro de Exposições Imigrantes (Avenida Imigrantes, km 1,5);

Uberlândia (MG) – 13 a 15 de maio

Local: UB-Center Convention (Avenida João Alves de Ávila, 1331);

Curitiba (PR) – 13 a 15 de maio

Local: Marumbi Expo Center (Avenida Presidente Wenceslau Braz, 1046);

Fortaleza (CE) – 13 a 15 de maio

Local: Centro de Convenções (Avenida Washington Soares, 1141);

Salvador (BA) – 13 a 15 de maio

Local: Centro de Convenções (Avenida Simon Bolívar, s/n);

Belo Horizonte (MG) – 20 a 22 de maio

Local: Pavilhão 2 do Expominas (Avenida Amazonas, 4000);

Brasília (DF) – 20 a 22 de maio

Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães (SDC Setor de Divulgação Cultural Eixo Monumental, Lote 05);

Campinas (SP) – 20 a 22 de maio

Local: Parque Dom Pedro Shopping (Avenida Guilherme Campos, 500);

Recife (PE) – 20 a 22 de maio

Local: Centro de Convenções (Rua do Apolo, 143);

Rio de Janeiro (RJ) – 20 a 22 de maio

Local: Rio Centro (Avenida Salvador Allende, 6555);

Porto Alegre (RS) – 20 a 22 de maio

Local: FIERGS (Avenida Assis Brasil, 8787);

Belém (PA) – 03 a 05 de junho

Local: Hangar – Centro de Convenções (Avenida Dr. Freitas s/n);

Florianópolis (SC) – 10 a 12 de junho

Local: Centro de Convenções (Avenida Gustavo Richard, 850).

Por Luiz Felipe T. Erdei


Nesta sexta-feira, 21 de maio, até o próximo domingo, o Feirão da Casa Própria, realizado pela Caixa Econômica Federal, estará presente em mais seis cidades brasileiras. Após passar por São Paulo, Curitiba, Fortaleza, Salvador e Belém, o evento agora ocorre nas cidades de Florianópolis, Porto Alegre, Brasília, Recife, Uberlândia e Campinas.

Só em Porto Alegre, onde existe a maior quantidade de ofertas de imóveis, a Caixa Econômica pretende fechar negócios que totalizam R$4,5 bilhões, disponibilizando mais de trinta e nove mil unidades. Em Minas Gerais, após passar por Uberlândia, o evento seguirá para a capital Belo Horizonte.

Serão ofertados também imóveis dentro do Programa Minha Casa Minha Vida.

Por Elizabeth Preático

Fonte: R7


No último domingo, 16 de maio de 2010, a sexta edição do Feirão da Casa Própria, realizado pela Caixa Econômica Federal, encerrou em São Paulo com ótimos resultados. O evento recebeu cerca de cem mil visitantes e obteve negócios no valor de R$1,86 bilhões, um aumento de mais de vinte por cento em relação ao ano passado.

Apesar de uma variedade de imóveis a preços bem diversificados, o feirão da Caixa Econômica teve como principal objetivo a oferta de imóveis dentro do Programa Minha Casa Minha Vida. Após São Paulo, o evento percorre mais doze cidades brasileiras, sendo Belo Horizonte, o último local a ser visitado. Mas ainda fica o alerta para que o consumidor, antes de fazer qualquer compra por impulso, avalie bastante todas as condições do financiamento, bem como outras variáveis como segurança, transporte, entre outros.

Por Elizabeth Preático

Fonte: R7


Nesta semana inicia o Feirão da Casa Própria, promovido pela Caixa Econômica Federal. Só em São Paulo, serão diversos imóveis novos, na planta e usados à venda, com prazos de pagamento que variam de dez a trinta anos, dependendo da escolha do consumidor entre financiar com o banco ou diretamente com a construtora.

As opções de moradia são na capital, no ABC paulista e na Baixada Santista, que somam no total, R$24,6 bilhões. Mas, de qualquer forma, é importante que o interessado faça uma boa pesquisa antes de qualquer aquisição, verificando quais as melhores condições de oferecidas. Os interessados deverão levar para o local os seguintes documentos: identidade, CPF, comprovante de residência e os três últimos comprovantes de pagamento.

Já os trabalhadores informais devem levar extratos bancários e fatura do cartão de crédito referente aos três últimos meses.

Por Elizabeth Preático

Fonte: G1





CONTINUE NAVEGANDO: