Comprar Imóvel – Dicas e Cuidados





Confira aqui algumas dicas e cuidados que você deve tomar ao comprar um imóvel.

Comprar um imóvel, seja uma casa ou apartamento, é um objetivo muito popular no Brasil. Há, de um lado, o sonho da casa própria, permitindo maior estabilidade financeira ao deixar o indesejado aluguel. Mas também há quem busque imóveis como forma de investimento financeiro, já que, ainda que enfrente leves variações, o mercado imobiliário segue quente no país. Para ajudá-lo na escolha de um imóvel, seguem algumas dicas para que o sonho não se torne dor de cabeça.

Posição do imóvel

A melhor posição para um imóvel é a face norte, quando o sol “bate” nele pela manhã. Assim, quartos e sala são iluminados pelo sol brando do início do dia, o que gera temperaturas mais amenas no apartamento ou na casa. A situação é diferente quando o imóvel possui a chamada face noroeste. Nela, o sol incide à tarde no imóvel. Como o calor do período vespertino é maior, existe a possibilidade da habitação ficar abafada, inclusive durante a noite.




Ventilação

É importante observar se a residência possui uma ventilação satisfatória. Veja se não há imóveis muito maiores impedindo brisas de chegarem à habitação. Também é necessário que banheiros, escritórios e outros cômodos possuam janelas amplas, permitindo uma circulação de ar.

Localização

Antes de adquirir o imóvel, converse com moradores vizinhos e com o síndico do prédio, se for apartamento. Pergunte sobre a segurança do local e outros possíveis transtornos. Observe se a rua onde a habitação está localizada é tranquila, sem estabelecimentos como bares ou outros possíveis emissores de sons indesejados.


É recomendável procurar um local próximo a supermercados, padarias, escolas, hospitais e farmácias, para não depender de grandes deslocamentos para obter serviços essenciais. Opções próximas de lazer, como clubes, academias e parques também são desejáveis.

Busque informações sobre a possibilidade de construírem prédios nas proximidades. Uma obra gera muitos transtornos, além de prejudicar a vista e a iluminação de seu imóvel.

Infraestrutura

É fundamental verificar as condições da rede elétrica do imóvel. Um teste recomendado é acender todas as luzes da casa. Caso haja dois chuveiros, ligue-os ao mesmo tempo. Se houver oscilação na intensidade da luz, ou um dos chuveiros ter a água fria, isso significa que a rede elétrica necessitará de reforma. Observe também se a conta de luz não apresenta um valor excessivo. Se isso ocorrer, é sinal de que há alguma irregularidade.

As instalações hidráulicas também devem ser analisadas. Abra torneiras e verifique a cor da água. Se a água sair com cor de ferrugem, a tubulação é antiga e precisará ser substituída.
Acione as torneiras junto com a descarga e o chuveiro. Se a vazão diminuir, é sinal de que as instalações hidráulicas não estão muito boas e poderão demandar reformas.

Pintura recente em paredes internas podem indicar que o proprietário está encobrindo mofo ou vazamento de água. Um teste para conferir se há vazamento nas instalações sanitárias é jogar pó de café dentro do vaso. Se o pó se mexer, mesmo sem você apertar a descarga, pode se tratar de um vazamento.

Observe se a conta de água não possui valor excessivo. Se isso ocorrer, é provável que haja vazamentos ou outras irregularidades.

Acabamento

Verifique o nível do piso. Com uma bola no chão, você poderá testar se há uma inclinação irregular.

Em armários embutidos, bem como outras peças de madeira, você deve observar se há pó acumulado em cantos. Se houver, é indício de que existem cupins no apartamento/ casa – e se houver uma colônia, os móveis de madeira que você levar também ficarão comprometidos.

Pisos estufados são indícios de que eles foram mal colocados. Além de gastos, já que precisarão ser refeitos, um piso estufado pode se quebrar e, em função disso, também gera risco à segurança.

Observe se a fachada do prédio está ruim, com pintura envelhecida, pichações ou outros problemas. Isso é indício de necessidade de reforma próxima, o que impactará no valor do condomínio.

Por Luís Fernando Santos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *