Caixa anuncia pacote de crédito imobiliário


A Caixa Econômica Federal fez um anúncio no final do mês de abril, revelando que iria dar início a um novo pacote de estímulos para alavancar o mercado imobiliário. Com isso, o intuito é que todo o setor comece a se movimentar, assim como o PIB (Produto Interno Bruto), para assim, apoiar o governo.


Tal reformulação possui um Plano Empresário, que conta com uma linha de financiamento para empresas, tanto para construção, como outras modalidade. Esse tipo de crédito acabou diminuindo muito devido a pandemia, e com isso, para o ano de 2022, o intuito é voltar também a oferecer empréstimos e financiamentos imobiliários para pessoas físicas. O que pode ser bastante relevante para a economia.


Liberação e financiamentos


A Caixa liberou para o público, cerca de R$ 21 bilhões para financiamentos imobiliários, tanto para construção como compra de imóveis. No final do primeiro trimestre de 2022, os resultados aumentaram em termos de operações, principalmente no quesito de uso da poupança. O que revelou um gasto de 32% acima do mesmo período do ano passado.


Entretanto, o valor de crédito para a construção caiu em 1,2%, indo para R$ 5,3 bilhões. Mesmo com um crescimento, a aquisição de crédito fechou em alta nesse primeiro momento, com o total de R$ 16 bilhões, ou seja, 48,6%.

Plano Empresário de financiamento

Além do que foi anunciado pela Caixa, Pedro Guimarães que é o presidente do banco informou que a instituição está trabalhando com um novo Plano Empresário. Tal acordo deve diminuir a quantidade de documentos necessários para a liberação de financiamentos. Com isso, é provável que a o número de concessões cresça, assim como o número de pessoas e empresários interessados.

Todos os recursos têm prazo para começar a valer, que é no dia 18 de maio. Além disso, vale ressaltar que a taxa promocional de contratação das construtoras, que com 3% ao ano, terão uma remuneração com validade estendida até o final de junho.

Para o caso de construtoras que queriam algum tipo de crédito imobiliário, existem outros tipos de indexadores. Como a própria poupança, o CDI, TR e IPCA. O mesmo também pode acontecer com quem é pessoa física.

Facilitação de financiamento para obras

Outra novidade é que a Caixa Econômica quer facilitar os empréstimos para a realização de obras. Principalmente aquelas em que são feitas em terrenos doados pelo setor público. Algo que está totalmente ligado ao relacionamento de ampliar os empreendimentos para famílias e pessoas carentes.

De acordo com Guimarães, essas ideias foram planejadas e organizadas pela CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção). Segundo José Carlos Martins, presidente da entidade, a novidade é sensível e bastante positiva para o setor que precisa de ajuda nesse momento.

Durante a pandemia, as construtoras perderam demanda de trabalho e essas novas opções de financiamentos acabam melhorando a percepção do setor. Com a alta da inflação, a população perdeu poder de compra e com isso, as vendas de imóveis passaram a esfriar, assim como os financiamentos para construção.

No caso da opção que quer beneficiar o empresário, o crédito imobiliário já foi lançado, e o Plano Empresário tem a intenção de tentar melhorar a situação do setor. A Caixa está trabalhando para alavancar e estimular que os negócios voltem a crescer novamente, assim como avalia como fazer isso da melhor maneira possível.

Além do setor empresária, as facilidades também são voltadas para pessoas físicas, principalmente para quem tem vontade de comprar um imóvel neste ano. Para contratar esse tipo de serviço, o banco vai oferecer seis meses de carência, usando todos os recursos que a poupança oferece, tanto para imóveis novos quanto usados. Vale a pena verificar quais são as demais vantagens.


Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.