Encontrar um imóvel para alugar ou mesmo para compra tem sido uma facilidade, especialmente para quem acessa sites de anúncios na internet

Curitiba é uma cidade muito elogiada pela sua exuberância verde, ruas limpas, excepcional gastronomia e planejamento urbano. A cidade detém os títulos de Capital Ecológica do Brasil e cidade mais sustentável ambientalmente da América Latina. Apesar de estar se tornando uma grande metrópole a cidade não perdeu seus atrativos, por isso, muitos visitantes estão adotando Curitiba como sua nova morada. Fato este que fez com que a procura de casas para alugar em Curitiba ou para comprar também crescesse.

Para tanto, buscar por sites de anúncios de imóveis é um recurso imprescindível, necessário a ajuda de pessoas qualificadas, e a maioria dos futuros moradores optam pelas buscas através das imobiliárias em Curitiba.Considerando que a locação desses imóveis não é um investimento simples, muitas imobiliárias se reinventaram e passaram a ter seus sites e atendimento online, e especializando-se nas particularidades de seus clientes.

Economia para os estudantes universitários

Como Curitiba é sede de várias universidades renomadas, muitos universitários optam por vir morar na capital. Instalando-se na cidade durante o período das aulas, eles buscam imóveis que atendam suas necessidades, o que torna as kitnets para alugar em Curitibaas mais procuradas. Esses imóveis compactos de apenas um cômodo, sendo sua metragem de até 50 m², possui inúmeros benéficos, como a praticidade no dia a dia, facilidade em limpar, e a redução de gastos, sendo perfeitos para os estudantes que procuram ter seu espaço e comodidade. Por fim as kitnets apesar de serem de baixa metragem são muito procuradas por se adaptarem as necessidades dos moradores.

Apartamentos de baixa metragem, saiba como decorar:

Os imóveis de baixa metragem são muito procurados no mercado imobiliário por serem práticos e versáteis, mais quanto o assunto é decoração acabam surgindo muitas dúvidas e limitações. Se você está interessado em um imóvel pequeno, mas acredita que vai ser difícil deixá-lo a sua cara, não se preocupe, nós temos umas dicas para você aproveitar da melhor forma possível todos os cantinhos para mantê-lo bem decorado, organizado, confortável e aconchegante. Aqui estão algumas dicas!

1 – Cores

Na hora de pintar escolha as cores claras que ampliam de forma considerável o ambiente. Algumas paletas de cores combinam entre si se encarregando de dar um ar elegante e sofisticado a sua casa. “Ao utilizar a mesma cor para ambos os espaços, você irá integrar os cômodos transmitindo a ideia de um espaço ainda mais amplo e diferenciado. ” Existem inúmeras opções de cores para você utilizar que irão deixar sua casa moderna sofisticada valorizando ainda mais o tamanho do seu imóvel.

2 – Cozinha

Esse espaço pequeno pode se mostrar bastante prático e versátil quando bem aproveitado. “Para decorar sua cozinha e deixá-la funcional, você deve. ” Aperfeiçoar o espaço, planejando de forma cuidadosa os detalhes deste ambiente. “Apesar de conter utensílios indispensáveis, como o fogão e a geladeira, as melhores opções estão nos moveis planejados que irão garantir a multifuncionalidade deste espaço. ” A cor dos eletrodomésticos irá valorizar a cozinha pequena, use suas ideias para fazer as adaptações necessárias. Um exemplo é o fogão cooktop, ele não vem com o forno convencional, mas você terá espaço para um forno embutido.

3 – Sala de Jantar

É na sala de jantar que costumamos receber a família e os amigos para compartilharmos bons momentos e refeições, mas nos imóveis de baixa metragem tem se tornado difícil acomodar bem todo mundo na sala de jantar pequena.No entanto com um bom planejamento e uma decoração que transmita sua personalidade, é possível deixar sua sala de jantar bonita e aconchegante, se na sua casa tem poucas pessoas, um conjunto de mesa preto e branco com quatro cadeiras, que podem combinar com acessórios de tons neutros, acrescentarão a sua sala um toque moderno e clássico.

4- Quartos

O quarto deve ser um espaço confortável e aconchegante, e uma boa decoração faz toda a diferença até em quartos pequenos. Por isso use toda sua imaginação para deixa-lo bonito, atraente e aconchegante. Com algumas dicas e truques é possível deixá-lo incrível. Aposte nas cores claras nas paredes e nas roupas de cama, e em acessórios grandes tais como: cortinas e tapetes. Atrás de sua cama dispense a cabeceira, será mais útil se você colocar prateleiras pois além de guardar seus objetos trará um efeito legal na decoração de seu quarto e ocupará menos espaço. Sugerimos também uma cama Box com baú muito prática, por que você pode guardar as cobertas, travesseiros e etc., não esqueça que os espelhos são uma ótima opção para ampliar o ambiente.

5 – Portas

As portas de correr são grandes aliadas para quem busca mais espaço e praticidade, transformam seu ambiente deixando-o amplo e moderno além de combinar com qualquer estilo de decoração. Você pode ainda revestir a parede do cômodo com o mesmo material da porta de correr aumentando assim a sensação de espaço. O modelo envidraçado é ideal para dividir os ambientes, além de mantê-los integrados.

6 – Banheiro

Deixe seu banheiro pequeno muito charmoso escolhendo uma das paredes e usando cerâmicas ou estampas coloridas. De um toque especial a esse ambiente trazendo leveza e descontração com cestos nos quais deverão ser guardados alguns objetos. Para ampliar o espaço aposte em prateleiras pequenas e nichos nas paredes, estes te ajudarão a manter as coisas mais organizadas.

7 – Lavanderia

Antes de começar sua decoração faça um bom planejamento para transformar sua lavanderia em um espaço lindo e prático. Os armários planejados e eletrodomésticos compactos iram facilitar a circulação no ambiente. Utilize uma tábua de passar roupa dobrável que pode ser guardada facilmenteem um armário, prateleiras e nichos são ótimos para guardar sabão, amaciante e pregadores. Uma luz clara faz toda a diferença.

8 – Móveis

Compre móveis modernos e multifuncionais como os planejados, encontrados em várias cores e modelos, são ideais para que você possa aproveitar todos os cantos o seu apartamento.

Apartamento

Essas são nossas dicas para dar uma cara nova a sua casa, mas não esqueça que cada cômodo tem que ter o seu toque, o seu estilo, a sua marca.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe o post nas redes sociais para que outras pessoas possam ver, e aproveitar nossas dicas.


Confira aqui quais são os bairros mais perigosos da cidade de Curitiba (PR).

Imagina você, que está começando a ler este artigo, chegar na sua casa e perceber que o mesmo foi vítima de uma verdadeira ‘limpeza’ feita por bandidos. Pois imagina agora que esta situação pode ser vivenciada, inclusive, numa das cidades consideradas uma das mais bem desenvolvidas do país. Neste caso estamos falando de Curitiba, capital do estado do Paraná.

O que acontece na capital paranaense se reflete exatamente no que vem ocorrendo em algumas capitais brasileiras também. O mais interessante em Curitiba é que os bairros considerados os mais nobres, são os principais atingidos por este tipo de violência, que formam uma verdadeira cadeia de roubos e furtos a residências e que cruzam a cidade de um ao outro.

Segundo os dados oficiais divulgados pela Secretaria de Segurança, cerca de 75 bairros da capital já foram vítimas de roubos e furtos, sendo que a sua grande maioria se encontra em áreas mais afastadas do centro da cidade.

De acordo com o órgão, em 2016 foram contabilizados cerca de dez bairros que lideraram as estatísticas de roubos e furtos, sendo responsáveis por 40% de todos os casos notificados na capital curitibana.

Os casos chamaram tanto a atenção das autoridades que um verdadeiro ‘ranking’ dos bairros mais roubados foi divulgado para os moradores da cidade. E é esta classificação que vemos a seguir (em ordem decrescente de ocorrências):

1 – Sítio Cercado (645);

2 – Cidade Industrial (635);

3 – Cajuru (464);

4 – Uberaba (402);

5 – Boqueirão (395);

6 – Xaxim (342);

7 – Tatuquara (321);

8 – Pinheirinho (255);

9 – Alto Boqueirão (247);

10 – Bairro Alto (245)

A própria Secretaria de Segurança tenta explicar a escalada de crimes e tenta colocar a culpa na atual crise econômica que se arrasta desde o ano passado. Segundo seus representes, o desemprego crescente (de 12 milhões em 2016 para 14 milhões em 2017) pode ser uma das causas do fato de muitos bandidos tentarem se apropriar de objetos de valores na tentativa de revende-los a receptadores para se apurar algum ‘trocado’.

Independente do desemprego ou não, o fato é que estes episódios tem afetado a rotina de muitos moradores, dentre os quais, já foram vítimas várias vezes. Por isto, a instalação de câmeras, sensores de movimentos, cercas eletrificadas na casas têm sido uma das alternativas para quem tenta se proteger da ação dos bandidos, principalmente daqueles moradores dos bairros considerados mais nobres e uma das maiores vítimas na cidade.

De acordo com a polícia, todos os esforços têm sido feitos para que os casos de furtos, roubos e assaltos possam ser evitados. Ela vem fazendo rondas mais frequentes e cada vez mais policiais são escalados para ações ostensivas inclusive com abordagens a suspeitos na rua.

Segundo um balanço divulgado pela instituição, em 2016, mas de 3.000 pessoas foram presas e encaminhadas para as delegacias especializadas na capital curitibana. Entretanto, nem 10% deste grupo continua ainda detido. Para 2017, de janeiro até o dia 13 deste mês de junho, quase 130 prisões já haviam sido efetuadas pelo mesmo motivo.

Emmanoel Gomes


Confira aqui a lista com os bairros mais caros de Curitiba (PR).

Quem mora em Curitiba há alguns anos vai notar que os dados dos valores das regiões que apresentaremos não é nenhuma novidade. O bairro chamado Batel continua sendo o que abriga os apartamentos novos mais caros da cidade. Entretanto, vale a pena acompanhar os outros locais da lista, a fim de atentar-se ao fato de que o mercado está se preparando para uma retomada, fazendo repasse de mais do que a inflação, em relação aos preços dos imóveis verticais de Curitiba.

A Assembléia dos Dirigentes de Empresas no Mercado Imobiliário do Paraná, o chamado Ademi-PR, juntamente com a Brain Bureau de Inteligência Corporativa, apurou em fevereiro deste ano (2017), que o preço médio por metro quadrado privativo referente à apartamentos residenciais novos, marca R$ 6,9 mil, sendo que esse valor, num período de 12 meses, simboliza a alta de 5,2%, superando os 4,7% que foram registrados pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) dentro do mesmo período.

Os apartamentos de quatro e três dormitórios, de acordo com o Ademi-PR, marcaram no período de 12 meses, o que representa o maior reajuste dentro do período: 6% e 6,9%, respectivamente. Esse dado fez com que as tipologias citadas fechassem esse período com valor médio de metro quadrado privativo com preço de R$ 10.738 e R$ 6.846.

Veja aqui os bairros com apartamentos mais caros em Curitiba (as estatísticas são para apartamentos de um dormitório, de acordo com o levantamento feito em fevereiro):

15º) Vila Izabel: Com preço médio por metro quadrado de R$ 7.071;

14º) São Francisco: R$ 7.108;

13º) Juvevê: R$ 7.200;

12º) Prado Velho: R$ 7.481;

11º) Alto da XV: R$ 7.529,

10º) Alto da Glória: R$ 7.595;

9º) Centro: R$ 8.165;

8º) Rebouças: R$ 8.204;

7º) Hugo Lange: R$ 8.339;

6º) Mercês: R$ 8.351;

5º) Bigorrilho: R$ 8.614;

4º) Ecoville: R$ 8.870;

3º) Campina do Siqueira: R$ 8.889;

2º) Centro Cívico: R$ 9.343;

1º) Batel: R$ 10.638.

Como podemos ver, o bairro Batel segue ocupando o lugar de residencial mais caro na cidade de Curitiba, quando o assunto é apartamento novo.

Carolina B.





CONTINUE NAVEGANDO: