Veja aqui quais são as melhores cidades do Brasil para se morar de acordo com a empresa Marcoplan.

Pesquisa recentemente lançada está indicando as 100 cidades brasileiras consideradas as melhores para morar. A pesquisa foi feita pela empresa de engenharia Marcoplan, a qual considerou as mais populosas e entre elas as melhores.

Critérios

Foram consideradas somente as cidades com mais de 266 mil habitantes, tendo como balizadores os seguintes critérios:

  • Educação

  • Gestão

  • Saúde

  • Transparência fiscal

  • Economia

  • Saneamento

  • Segurança

A TOP 100

A cidade de Maringá, no Paraná, ficou em primeiríssimo lugar entre as consideradas melhores para morar, com mais de 266 mil habitantes.

A cidade, a princípio, não tem um indicador apenas que denote uma grande diferença, porém, tem bom equilíbrio entre os vários indicadores, o que contribuiu para que ela figurasse em primeiro.

As cidades de: Piracicaba – SP, São José do Rio Preto – SP e Franca, também em São Paulo, são as que sucedem imediatamente o 1º lugar.

Supremacia paulista

O Estado de São Paulo lidera o ranking no comparativo entre estados, sendo que 26 cidades aparecem na lista.

No quesito de regiões, a região Sudeste é a que mais marca presença na relação, com 49 cidades aparecendo na lista, sendo destas, 8 que estão entre as “10 melhores”.

Quando se fala em capitais estaduais é possível verificar que quase a totalidade das capitais dos estados da federação estão na lista, e as melhores são: Curitiba (no Paraná, em 9º lugar); Florianópolis (Santa Catarina, em 17º lugar); Vitória (no Espírito Santo, 19º); Belo Horizonte (em Minas Gerais, 20º) e São Paulo (Capital, 21º).

Vamos ver como fica a lista da Marcoplan, considerando as 10 primeiras entre as melhores para morar segundo a pesquisa:

  1. Maringá (Paraná)

  2. Piracicaba (São Paulo)

  3. São José do Rio Preto (São Paulo)

  4. São José dos Campos (São Paulo)

  5. Franca (São Paulo)

  6. Campinas (São Paulo)

  7. Jundiaí (São Paulo)

  8. Limeira (São Paulo)

  9. Curitiba (Paraná)

  10. Sorocaba (São Paulo)

Certamente se considerados outros parâmetros, como cidades com menor número de habitantes, por exemplo, a classificação seria bastante diferente, devido às diferenças de grandes centros para pequenos municípios.

Para ter acesso a lista completa com as 100 cidades acesse o link http://casaclaudia.abril.com.br/.

Por Silvano Andriotti


Confira aqui as melhores cidades brasileiras para se morar depois da velhice.

A vida nos grandes centros urbanos é para a maioria das pessoas muito estressante, afinal, a cidade grande é sempre muito agitada. Uma pessoa em idade produtiva trabalha e ainda desempenha outras atividades como estudar, frequentar academia, ainda tem os círculos sociais e o quase sempre caótico trânsito que estressa qualquer um.

Além disso, a violência nas grandes cidades tem aumentado a cada dia, o que leva muitos de seus habitantes a planejarem uma velhice mais tranquila em locais onde existe uma maior qualidade de vida.

Nesse sentido, muitas pessoas ao se aposentarem com idade entre 60 e 75 anos acabam se mudando para cidades mais tranquilas, onde o índice de violência é menor, o acesso a saúde é mais fácil, com mais mobilidade e o preço de custo de vida é menor.

Dessa forma, foi feita uma lista com as melhores cidades para quem planeja passar a melhor idade longe dos agitados centros urbanos. Veja abaixo a lista baseada no IDU, Índice de Desenvolvimento Urbano sobre longevidade:

  • São João da Boa Vista: Município de São Paulo que recebeu nota 99,82;
  • Vinhedo: Município do estado de São Paulo que recebeu nota 99,49;
  • Lins: Município do estado de São Paulo que recebeu a nota 96,41;
  • Fernandópolis: Município de São Paulo que recebeu a nota 95,70;
  • Tupã: Município de São Paulo que recebeu nota 94,78;
  • Votuporanga: Município de São Paulo que recebeu nota 93,72;
  • Lajeado: Município do Rio Grande do Sul que recebeu nota 92,69;
  • Itapira: Município de São Paulo que recebeu nota 92,21;
  • Rio do Sul: Município de Santa Catarina que recebeu nota 92,15;
  • Bebedouro: Município de São Paulo que recebeu nota 91,11;
  • Pato Branco: Município do Paraná que recebeu nota 89,87;
  • Jaboticabal: Município de São Paulo que recebeu nota 89,13;
  • São José do Rio Pardo: Município de São Paulo que recebeu nota 89,05;
  • Paulínia: Município de São Paulo que recebeu nota 89,01;
  • Olímpia: Município de São Paulo que recebeu nota 88,82;
  • Videira: Município de Santa Catarina que recebeu nota 88,49;
  • Jaguariúna: Município de São Paulo que recebeu nota 88,08;
  • Mogi Mirim: Município de São Paulo que recebeu nota 87,96;
  • Batatais: Município de São Paulo que recebeu nota 87,37;
  • Avaré: Município de São Paulo que recebeu nota 87,01;
  • Matão: Município de São Paulo que recebeu nota 86,96;
  • Capivari: Município de São Paulo que recebeu nota 86,61;
  • Lavras: Município de Minas Gerais que recebeu nota 85,22;
  • Pirassununga: Município de São Paulo que recebeu nota 84,47;
  • Mirasol: Município de São Paulo que recebeu nota 84,28.

Sirlene Montes





CONTINUE NAVEGANDO: