Portal promete facilitar a vida de quem busca um novo imóvel para comprar ou alugar.

Procurar imóveis para compra ou aluguel em jornais, revistas, anúncios ou imobiliárias já é coisa do passado. Afinal, hoje através de aplicativos, redes sociais e sites é possível visualizar ofertas de empreendimentos sem sair de casa. Nesse setor, destaca-se o portal Agente Imóvel, que possui ferramentas completas e práticas. Descubra a seguir como ele pode facilitar sua busca, de acordo com interesses específicos.

Gráficos e Comparativos

Na seção “tendências” do site, são expostos gráficos detalhados sobre vendas de imóveis em estados, cidades e bairros. Então são apresentadas informações como:

  • Períodos em que os preços aumentaram ou diminuíram.
  • Quanto em porcentagem e em reais esses valores variaram.
  • Média geral de preços.
  • Valor por metro quadrado.
  • Ranking das regiões mais caras.
  • Comparativo de preços de imóveis de uma cidade inteira e um bairro específico.
  • Comparativo de valores entre cidades.

Para fazer pesquisa, basta digitar no campo “tendências” o nome da cidade ou bairro que deseja verificar. Se quiser fazer isso de forma mais detalhada, basta colocar alguns dados na opção “refinar resultados”.

Vendas e Aluguel

Nos menus “venda” e “aluguel” estão disponíveis propriedades à venda ou para alugar. Esses anúncios geralmente têm fotos, descrição, número de cômodos, preço, tamanho da área e valor por metro quadrado dos empreendimentos. Caso tenha interesse em algum, basta clicar na imagem principal e enviar uma mensagem para o vendedor. O site também sugere imóveis similares aos visualizados por você, de acordo com a região pesquisada.

Mas se deseja anunciar algum imóvel para venda ou aluguel é só clicar em “Anuncie já” e preencher os dados solicitados. Essa opção está disponível tanto para proprietários quanto para corretores.

Outros Serviços Online

Dispõe ainda de serviço de avaliação online de imóveis diversos. Nesse caso, é só clicar em “avalie sua casa agora” e repassar as informações solicitadas. Porém, isso está disponível somente para a região de São Paulo/SP.

Além disso, o portal Agente Imóveis possui um blog com notícias sobre o mercado imobiliário. Oferece também várias dicas sobre vendas, compras, aluguéis e decoração de empreendimentos em geral.

Essa então é uma alternativa completa para quem necessita de informações imobiliárias. Ademais, é uma forma interessante para encontrar e anunciar propriedades de acordo com suas necessidades ou interesses.

Camilla Silva


Crise financeira aumenta a procura pelo consórcio imobiliário no Brasil.

Devido a crise econômica que se instalou no Brasil desde o ano passado, a população está cada vez mais preocupada com o orçamento, pagamento de dívidas e destino de seu dinheiro. Com isso, ficou mais difícil de adquirir a tão sonhada casa própria, pois a maioria não quer se endividar com financiamentos, devido aos juros possuírem taxas bastante elevadas para o bolso dos brasileiros. A opção para quem não possui condições para comprar um imóvel à vista e não pode pagar os juros de um financiamento, são os consórcios. Este tipo de negociação não se limita à imóveis, também pode ser feito para comprar automóveis, reformas, celulares e uma infinidade de produtos.

Como já era esperado pelos economistas, o consórcio imobiliário está crescendo consideravelmente este ano e a estimativa é aumentar até o final do ano, tendo em vista os dados de 2015. No ano passado, 41,5% de contratos foram assinadas a mais do que em 2014, a vantagem em relação ao financiamento é que no consórcio não são cobrados juros, porém, o cliente não tem prazo para receber o imóvel. Em 2016, o Sistema de Consórcios contabilizou 6,43 milhões de consorciados que estão ativos em relação ao ano de 2014, o crescimento foi de 8,6% e apenas no primeiro semestre deste ano já aumentaram cerca de 27%.

Para quem faz o contrato, somente é cobrado o valor da parcela mensal, incluindo a taxa de administração e o fundo de reserva. O prazo de pagamento é negociado com a administradora, no entanto, quanto maior tempo de pagamento das parcelas, maior o será o tempo em que estará pagando pelas taxas e irá demorar mais para ser contemplado. Ser contemplado é um exercício de paciência para quem decide fazer o consórcio, pois precisa contar com a sorte de ser sorteado o quanto antes para receber seu imóvel, enquanto não for sorteado continuará pagando sem recebê-lo.

Por isso, é importante fazer um planejamento de seu orçamento antes de fechar negócio, para que tenha condições de pagar o consórcio e não acabe se endividando ainda mais. Outro ponto importante é pesquisar as empresas para fazer o consórcio, para não perder seu investimento. É possível verificar no site do Banco Central se a administradora é de confiança e se atendeu as expectativas de clientes anteriores.

Fabiana da Rosa.


Os números do setor imobiliário permanecem aquecidos. O lançamento de novos empreendimentos, as entregas de outros que já estavam em andamento há um, dois ou mais anos e as perspectivas futuras tornam este um dos setores mais promissores e rentáveis, também para investimentos.

Em dezembro de 2010, o mercado de imóveis novos na cidade de São Paulo contabilizou vendas de 4.960 unidades, alta de 51,7% sobre novembro. Apesar de esse índice ser notório, na comparação com o período igual de 2009 a comercialização decaiu 12,4%.

De acordo com a Pesquisa sobre o Mercado Imobiliário levantada pelo Secovi-SP, o indicador Vendas Sobre Oferta (VSO) registrou índice de 29,2% no mês de dezembro, contra 24,1% de novembro e outros 30,8% de dezembro de um ano antes. Esse medidor refere-se ao número de unidades vendidas e as ofertas de um mesmo período.

Os imóveis de dois dormitórios representaram 52% do total vendido, no mês na cidade de São Paulo, desde empreendimentos com valor de R$ 100 mil a outros acima de R$ 900 mil.

Por Luiz Felipe T. Erdei


O 6º Feirão da Casa Própria, realizado entre os dias 31 de maio e 13 de junho em todo Brasil, foi tido pela Caixa Econômica Federal como grande sucesso. Aos brasileiros que se valeram do acontecimento, imóveis abrangidos pelo programa do governo “Minha Casa, Minha Vida” tiveram grande representatividade.

Em breve, entre os dias 23 e 26 deste mês, acontecerá o Salão Imobiliário de São Paulo (Sisp), o qual abrangerá mais de 200 mil unidades à comercialização, tanto longe das fronteiras brasileiras como dentro do país. Os preços, a partir de R$ 150 mil reais, contarão com taxas de juros menores em relação às adotadas costumeiramente pelo mercado.

João Crestena, presidente do Sindicato das Empresas de Compra, Locação e Administração de Imóveis Comerciais de São Paulo (Secovi-SP), pondera que o evento é o mais considerável no segundo semestre de 2010, período no qual a maior parcela dos negócios praticados no segmento são concentrados, conforme enunciação ao portal R7.

Para Marly Parra, diretora de feiras da Reed Exhibitions Alcantara Machado, praticamente sete em cada dez residências disponíveis pertencem à faixa de R$ 300 mil (entre dois e três dormitórios). O único “porém” ao Sisp é o fato de nenhuma unidade se enquadrar nos padrões do “Minha Casa, Minha Vida”.

O evento acontecerá no Pavilhão de Exposições do Anhembi (Avenida Olavo Fontoura, 1.209  – Santana), em São Paulo, das 12h às 21h, na quinta e sexta-feira, e das 10h às 21h, no sábado e no domingo.

Maiores informações podem ser obtidas no site oficial.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Os imóveis comercializados no bairro são os mais diversos. Apartamentos ou casas com design moderno, clássico, tradicional, de todos os tamanhos e para todos os gostos. Os edifícios com vista privilegiada para as principais atrações do bairro, como o parque Villa-Lobos, são os mais procurados. O investimento para viver em um local tão completo não é pequeno, mas torna-se apenas um detalhe frente a tantos predicados que o lugar possui. Os preços são variados, mas em média, é possível encontrar bons apartamentos por R$ 300 mil, podendo chegar até a alguns milhões de reais para se ter uma cobertura ou um duplex de luxo.

Mais que um bairro sofisticado, o Alto de Pinheiros é o espaço ideal para quem gosta de tranquilidade ou movimento, natureza ou grandes construções, a sofisticação de tradicionais restaurantes ou a agitação de renomados bares. É a diversidade de São Paulo e do mundo em um só lugar.

Por Luana Neves


O campo imobiliário do Brasil vem despontando com um dos mais rentáveis setores, impulsionado, boa parte, pelo programa habitacional do governo “Minha Casa, Minha Vida”. De acordo com o Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis e Residenciais de São Paulo (Secovi-SP), as vendas de moradias novas na capital paulista retomaram ao patamar pré-crise no 1º trimestre deste ano em relação aos três meses iniciais de 2009.

A entidade informa que o setor obteve alta de 75,1% na comercialização de residências, conquistando a soma de 8,461 unidades, bem próximo à contagem do primeiro trimestre de 2008, com 8,478 imóveis.

Por outro lado, indica o Secovi-SP, em comparação ao trimestre final do ano passado, a comercialização de imóveis residenciais caiu 21,3%, quando 10,745 unidades foram vendidas.

Leia mais informações diretamente na Reuters.

Por Luiz Felipe Erdei


O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP) e o Bradesco firmaram, recentemente, um acordo que presume a liberação de R$ 1 bilhão em financiamentos imobiliários para os próximos cinco anos.

O acesso a esses recursos, porém, só serão alcançados pelas imobiliárias conveniadas ao Secovi – cinqüenta ao todo. O acerto conjectura o custeio de imóveis novos ou usados, residenciais ou comerciais, bem como lotes urbanos.

Além disso, a fim de facilitar as negociações entre cliente e imobiliária, as empresas disporão aos interessados em adquirir imóveis um meio exclusivo de atendimento para esclarecimentos de dúvidas em torno dos financiamentos pleiteados.

Por Luiz Felipe T. Erdei





CONTINUE NAVEGANDO: